Lá fora.

Dia ensolarado lá fora e eu aqui dentro desse quarto fechado, apenas com uma aresta da janela aberta, permitindo que o feixe de luz entre. Tem tão pouca luz em meu quarto, mas o suficiente para eu conseguir enxergar o que acontece em meu quarto e pela rua.

Canso de me esconder um pouco do mundo e passo a observar lá fora. Pessoas passando, tempo passando, sol brilhando e uma suave brisa vinda por detrás das árvores.

Ascendo um cigarro e fico observando a paisagem, enquanto o fumo queima vagarosamente. Dá pra sentir o movimento do fogo queimando o tabaco, o calor da brasa entre meus dedos e a sensação de “alivio” quando trago a fumaça. Isso não é recomendável, mas faz meus momentos de solidão serem mais prazerosos.

O canto dos pássaros me atormenta, por eu não saber apreciar tal música divina, prefiro escutar os berros e timbres altos, juntos com a gritaria da guitarra pesada e o som estridente da bateria sendo fortemente espancada, como se tal violência, salvasse minha vida e purificasse minha alma.

Lá fora, o dia continua ensolarado, céu azul e nuvens claras, meio ofuscadas pela poluição, se tornando acinzentadas, mas, sem sombra de duvida, prefiro a minha escuridão, por viver melhor entre as sombras, do que entre os homens. Aqui sei que tudo é verdadeiro, nada vai me iludir ou tentar me controlar. Por isso, aonde não habitam as almas sórdidas e hipócritas, foi onde escolhi viver, protegendo-me desse ar e mentes poluídas, cheias de ilusões e miragens, querendo te enterrar vivo nas mentiras da vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: