Decepção 1.0

  Não bastou eu fazer tudo direito.
  Não bastou eu fazer tudo perfeito.
  Nunca estára satisfeita.

  Não adiantou eu me entregar.
  Não adiantou eu dizer te amar.
  Não mostrou dar valor.
  Não honrou meu amor.

  Essas horas que vejo, o quão idiota sou, por me entregar a algo que não posso ter.

  Nem todas as poesias, poemas, textos, atitudes, foram o suficiente para te mostrar, o quanto eu a amava.

  Pra ti, nada passou de palavras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: