Archive for agosto \19\UTC 2009

Nossa história.

agosto 19, 2009

  Não consigo explicar o que estou sentindo, eu apenas sinto. Algo ue se torna real , em meio a tantas fantasias criadas a partir de um pensamento meu.

  Me sinto mais forte, mais corajoso , talvez. Sei que mesmo aogra, antes de começar a escrever essa história, já me vejo feliz ao seu lado, já me sinto protegido, me sinto completo.

  Posso estar brincando com o meu destino, traçando uma linha ténue entre o que eu quero e o que pode acontecer, sem saber se realmente vai acontecer, mas, prefiro apostar tudo que tenho nisso que concerteza me fará feliz, se eu conseguir com isso , te fazer feliz.

  As páginas ainda estão em branco, mas estou esperando você para começar a escrever essa história. Nossa história. se assim vc quiser.

Anúncios

sem título

agosto 17, 2009

  Cai. Não consigo levantar.

  Estou completamente sem forçar para reagir e aguentar mais esse assalto no ring chamado vida, nessa luta com o adversário que se chama amor. Não aguento mais ser derrubado, nocauteado, apanhar sem por que e persistir em levantar, por algo que parece que nunca vai acontecer.

  Tenho dores, marcas, feridas que nunca cicatrizam, por persistir em lutar por alguém que parece querer me ver cair, alguém que parece só querer que eu seja mais um, enquanto eu quero ser o único.

  Não aguento mais lutar e ao mesmo tempo pensar em formas de satisfazer seu desejos, matar suas dúvidas e contigo enfrentar seus medos, apenas pelo leve motivo de vc não esboçar amor, não esboçar carinho, não esboçar desejos e o que mais dói, não trocar olhares e palavras, com esse alguém que tanto quer te ver bem.

  Faço meu tempo se dividir em bilhões de pedaços, dia após dia, para ter mais tempo de pensar em você, mais tempo para lutar por você, mais tempo pra arrancar nem que seja um sorriso acanhado, dessa boca que eu tanto desejo junto a minha, por amar incondicionalmente, você.

  Mas nem todo amor resiste ao tempo, nem todo escudoprotege o peito, e eu estou desarmado e sem defesas, apenas esperando por você.

  Uma única palavra poderá decir essa história, e essa, terá que partir de você. Só peço que não demore, pois não sei mais quanto tempo vou aguentar , em pé, nessa luta sem fim, desarmado e sem defesas , apenas esperando por você.

. . .

agosto 13, 2009

  Sou um anjo que teve suas asas cortadas por aprender a amar.
  Um anjo que teve os sonhos perdidos por desistir de lutar

  Uma alma perdida nos pensamentos de quem um dia pensou
  Em conquistar o amor eterno de quem um dia o amou.
 

  Vidas passadas, que não vão mais se cruzar
  Destinos separados por só existir rancor
  Homens e mulheres aprendendo a matar
  Sonhos e farsas que não vão chegar em nenhum lugar

  As lágrimas congelam, os sonhos morrem e a dor volta, por não saber mais como levantar, por não ter mais forças para encherger. Uma luz no fim do túneo, que seria você.

Desistência

agosto 13, 2009

  Estou com poucas palavras para me expressar no momento. então , apenas vou dizer o que passou pela minha cabeça.
  Nunca disse que seria fácil, porém, não disse que seria impossivel. Sempre quis continuar, sempre quis arriscar, mas, sua desistência só mostrou a mim que eu estava errado. Errado por querer mais do que posso ter, ter mais do que eu possa carregar e carregar mais do que eu possa suportar.

  Os sonhos se perderam, as verdades sumiram, a chama se esvaiu e o amor morreu, Por não mais acreditar que tudo poderia seguir em frente.

O passado que assombra

agosto 8, 2009

  Espero não ser tarde, para me desculpar. Por ser um idiota eu não soube jogar, julgar, viver ao seu lado.

  Nunca pensei que meus erros do passados fossem voltar, que os meus medos voltassem a me dominar e que isso fosse me levar a falência, de sentimentos. O drama do meu passado  fossem me assombrar novamente, que minhas lágrimas gélidas voltassem a cair,  que desejo de ser sozinho estraguasse umas das poucas vezes  que eu realmente jurei me entregar, por amar tanto você.

Inimigo invisivel

agosto 8, 2009

  O começo de tudo não pareceu real. Nada como de costume, nada tão meloso, nada tão cedo, simplesmente no ponto certo.

  Pensei duas vezes antes de começar a falar, por medo de estragar o clima amigavel e troca-lo por um clima não tão ameno.

  Sentado por horas, na frente da janela, olhando as estrelas, sempre pensei em você, mas a partir do momento em que te vi, eu realmente comecei a me apaixonar.

  No começo, não sabia se contava, não sabia se guardava, não sabia se esquecia, mas o desejo aumentava, a dor na sua ausencia aumentava, o fôlego sumia, as expressões do meu rosto se escondiam. Por trás da minha vergonha e medo, comecei a me perguntar. Será que é real? Vale apena?  Será que vai te fazer bem Será que é a escolha certa?

  Ignorei todas as perguntas que eu me fazia em pensamentos e passei a acreditar que era real, que era a escolha certa e que iria me fazer bem. Minhas dúvidam súmiram, mas as brigas apareceram. Comecei a perder o controle sobre meus pensamentos, comecei a perder a noção sobre os meus atos e comecei a me enganar. Me enganar por ser forte pra te proteger e me achar fraco. Bom para você e não acreditava e me esqueci do quanto você estava fazendo bem.

  Passei a rejeitar inconcientemente os seus atos e dizeres e passei a me abraçar a dor, sofrimento e a dúvida. Comecei a me desesperar, pirar, entrar em um transe profundo, um buraco negro de dor e maus pensamentos e não consegui mais sair.

  Me enterrei nele, cavei com as proprias mãos a minha cova e com isso encontrei o meu fim.

Foi então que comecei a ver que te perdi, para ninguém mesmo que meu próprio eu. Meus próprios medos me derrotaram, minhas orgias de dores e desesperos me dizeram te perder, para o meu maior inimigo invisivel, eu mesmo.

Decepção 2.0

agosto 7, 2009

  Simplesmente me torturei para descobrir modos de te fazer rir.
  Simplesmente acreditei que um dia o sentimento seu fosse o mesmo que o meu.
  Simplesmente dei meu sangue, simplesmente vendi minha alma, por alguém que não deu valor, pelo amor que lhe jurei e por aquele quem sou.

  Simplesmente desisto de me queimar com a brasa do cigarro, que me acalmava quando pensava em milhões de maneiras para parar de pensar em ti, para fazer você sair da minha cabeça.

  Simplesmente me embriaguei de esperanças que nunca passariam de ilusão.

  O ruim não foi te conhecer. O ruim foi saber que nunca passei de um surto rápido para você.

Decepção 1.0

agosto 7, 2009

  Não bastou eu fazer tudo direito.
  Não bastou eu fazer tudo perfeito.
  Nunca estára satisfeita.

  Não adiantou eu me entregar.
  Não adiantou eu dizer te amar.
  Não mostrou dar valor.
  Não honrou meu amor.

  Essas horas que vejo, o quão idiota sou, por me entregar a algo que não posso ter.

  Nem todas as poesias, poemas, textos, atitudes, foram o suficiente para te mostrar, o quanto eu a amava.

  Pra ti, nada passou de palavras.

agosto 5, 2009

  Caiu a noite depressa. Fiquei pensando atenciosamente, detalhe por detalhe, sobre aquilo que faço.

  Decidi me reenventar, me modificar, me valorizar e parar de me autoflagelar pelas incertezas do amor.

  A reconstrução será dificil, mas não algo impossivel. Sonho em  cada segundo, ser alguém melhor, mais forte e mais racional ,para que assim eu possa ter tudo que preciso, para te fazer

 

 

 

 

sem forças pra terminar. . .

ultimas palavras de uma luta perdida

agosto 5, 2009

  É dificil saber que eu desisti. Dificil saber que desisti da coisa mais preciosa que eu já tive em minhas mãos, você.

  Não sei como nem o por que, mas de uma hora pra outra resolvi largar as armas e deixar que o inevitavel aconteça, minha ruina, minha derrota.

  Lutei enquanto podia, mas nada se mostra o suficiente para te ter e proteger de um mal maior que possa causar em sua vida, afastar tudo o que é indesejado que possa ficar em volta de ti , e inevitavelmente , lhe causar mal.

  Nunca fui bom o bastante para ser sua espada.  Mas sempre quis ser o seu escudo, para te proteger, te defender e eventualmente a arma do ataque. Mas fui fraco, não soube revidar as que me atingiam, aos que queriam o fim dessa história e as que involuntariamente nos afastavam.

  Agora, é hora da desistência, não por não querer mais lutar, mas sim, por ser incapaz de continuar te protegendo e te dar a tão sonhada e merecida felicidade.